Agricultura

Sistema de integração lavoura-pecuária

Ainda na década de 30 a Fazenda Sapé começou a tomar forma para a pecuária extensiva, na época sua principal atividade. Com a intensificação da agricultura na região de Maracaju, na década de 80, duas das fazendas do grupo (Invernadinha e Volta Rica) foram arrendadas para agricultores, buscando iniciar o processo de diversificação e elevar a renda da empresa.

Em 1993 a Sapé Agropastoril tornou-se uma empresa familiar e a partir do ano 1996 inicou a produção própria de grãos, retomando gradativamente os arrendamentos, com uma área inicial de 70 hectares de soja, cultura essa que hoje ocupa aproximadamente 2.100 hectares do grupo, com potencial de expansão para 2.300.

No ano de 2007, a empresa arrendou 150 hectares para a Tonon Bioenergia S/A, usina produtora de álcool e açúcar situada no distrito de Vista Alegre. Essa área de arrendamento cresceu, até que em 2013 a empresa começou a retomar gradativamente as áreas e expandir seu cultivo de cana. Atualmente a empresa possui 1.040 hectares de cana de açúcar, sendo que 620 são em área própria e 420 em arrendamento na Fazenda Pontal.

Hoje, as áreas de produção agrícola da fazenda estão divididas em:

- Pastagem: 388,1 ( + 158 ha de integração milho/pasto, disponível para pecuária nos meses de julho a setembro);
- Soja: 2100 ha;
- Milho safrinha: 1550ha;
- Aveia: 500ha;
- Cana de plantio próprio: 620ha;
- Cana de plantio próprio em área arrendada: 420ha;
- Eucalipto: 80.

Assim, há mais de uma década a Sapé Agro utiliza o sistema que integra as atividades de agricultura de soja, milho e cana-de-açúcar com a pecuária. O objetivo é reformar as pastagens, melhorar as condições físicas e biológicas do solo, recuperar sua fertilidade, produzir forragem conservada para a estação seca do ano e reduzir os custos de operação da propriedade.

Na área destinada à agricultura, planta-se a safra de soja, depois a safrinha do milho com plantio de brachiaria ruziziensis entre linhas, possibilitando o pastejo pós colheita entre julho e setembro. Dentro deste modelo de integração agricultura-pecuária, há um revezamento de culturas. Todo ano, da área total de pastagem da fazenda, uma parte passa para a agricultura, ou seja, é reformada, recebendo adubação e correção intensiva.

Além de lucros com a colheita, a agricultura proporciona a reforma das pastagens a cada três anos. O resultado é a intensificação da pecuária e do melhoramento genético da raça Brangus.
Sapéagro

ROD MS 462 KM 15, s/n | Zona Rural - 79150-000 | Maracaju - MS

Desenvolvido por: Youzoom Soluções Web